Eu pedi: “Vem, Espírito Santo”. Ele veio. E agora?

Waiting For The Word / Flickr CC

O Espírito Santo não vem até nós à toa

Certa vez, estava participando de um Grupo de Oração, clamando o Espírito Santo sobre mim. Ao meu redor todos clamavam também. Foi um momento de grande súplica. Alguns já falavam em línguas, assim como em Pentecostes, (At 2, 1-4). E eu, com os meus olhos fechados, pedia baixinho: “Vem Espírito Santo”, buscando também essa experiência com Deus. Mas algo estava errado comigo, pois eu não estava como todas aquelas pessoas ao meu redor. Continuar a ler

Novena de Pentecostes

Fred de Noyelle I Godong
Aleteia Brasil

Nove dias de oração especial ao Espírito Santo

A seguinte novena, dedicada ao Espírito Santo, é especialmente recomendada como preparação para o Pentecostes. Ela foi compartilhada pelo site da Catedral de Palmas, capital de Tocantins, que é ela própria dedicada ao Divino Espírito Santo.

Dia 1:

Continuar a ler

Por que Santa Rita de Cássia é a padroeira das causas impossíveis

ŚWIĘTA RITA

Shutterstock

Três dias após sua morte, um morador de Cássia, Domenico Angeli, registrou 11 milagres atribuídos à sua intercessão

Continuar a ler

Santa Rita de Cássia

Nasceu na Itália, em Cássia, no ano de 1381. Seu grande desejo era consagrar-se à vida religiosa. Mas, segundo os costumes de seu tempo, ela foi entregue em matrimônio para Paulo Ferdinando.

Tiveram dois filhos, e ela buscou educá-los na fé e no amor. Porém, eles foram influenciados pelo pai que, antes de se casar, se apresentava com uma boa índole mas depois se mostrou fanfarrão, traidor, entregue aos vícios, e seus filhos o acompanharam.

Rita, então, chorava, orava, intercedia e sempre dava bom exemplo a eles. E passou por um grande sofrimento ao ter o marido assassinado e, depois, ao descobrir que os dois filhos pensavam em vingar a morte do pai. Com um amor heroico por suas almas, ela suplicou a Deus que os levasse antes que cometessem esse grave pecado. Pouco tempo mais tarde, os dois rapazes morreram depois de preparar-se para o encontro com Deus.

Sem o marido e filhos, Santa Rita entregou-se à oração, penitência e obras de caridade e tentou ser admitida no Convento Agostiniano em Cássia, fato que foi recusado no início. No entanto, ela não desistiu e manteve-se em oração, pedindo a intercessão de seus três santos patronos – São João Batista, Santo Agostinho e São Nicolas de Tolentino – e milagrosamente foi aceita no convento. Isso aconteceu por volta de 1441.

Seu refúgio era Jesus Cristo. A santa de hoje viveu os impossíveis de sua vida se refugiando no Senhor. Rita quis ser religiosa. Já era uma esposa santa, tornou-se uma viúva santa e depois uma religiosa exemplar. Ela recebeu um estigma na testa, que a fez sofrer muito devido à humilhação que sentia, pois cheirava mal e incomodava os outros. Por isso teve que viver resguardada.

Morreu com 76 anos, após uma dura enfermidade que a fez padecer por 4 anos. Hoje ela intercede pelos impossíveis de nossa vida, pois é conhecida como a “Santa dos Impossíveis”.

Santa Rita de Cássia, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova

Evangelho de 22 de maio

Evangelho de 22 de maio

Dom Mário Spaki comenta o Evangelho de João 16,20-23.

Pouco antes de voltar para o Pai, Jesus disse aos discípulos: vós chorareis e vos lamentareis, mas ao mundo se alegrará. Vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria.

Como viver esse evangelho no dia de hoje?

Os apóstolos de ontem, assim como a Igreja de hoje está mergulhada no mundo, do qual sofre influência e perseguição. E a Igreja também sofre pela traição de alguns de seus membros. Mas ela jamais deixará de existir, pois possui chancela divina. Passa por provações e todos que permanecem fiéis a Deus vão povoando o céu e a tristeza vai se transformando em alegria.

Outra razão pela qual devemos ter esperança nos céus

© Shutterstock

Se o sofrimento deste mundo nos derrubar, pare por um momento e imagine a felicidade que experimentaremos no céu!

Continuar a ler

O Papa: a missão é um dom gratuito do Espírito, não o êxito de estratégias

A mensagem de Francisco às Pontifícias Obras Missionárias: evitar a autopromoção e a celebração em chave publicitária das próprias iniciativas. Ser missionário é um reflexo de gratidão pelo que foi recebido.
1571562135774.JPG

VATICAN NEWS

Continuar a ler

A bela oração que São João Paulo II deixou às famílias

POPE JOHN PAUL II

Fair Use

Todos nós conhecemos o amor profundo que São João Paulo II tinha pela Virgem Maria. Essa devoção pessoal foi um dos segredos do seu pontificado. O centésimo aniversário de seu nascimento é em maio, mês consagrado à Mãe de Deus e, por essa ocasião, somos chamados a fazer nossa a oração que o santo adereçava a todas as famílias

Desde a infância e até os seus últimos dias, São João Paulo II estabeleceu um relacionamento especial com a Virgem Maria. A Mãe de Deus, de fato, desempenhou um grande papel na vida de Karol, durante a sua vida sacerdotal e também em sua vida como cardeal.

Após ser eleito Papa, ele decidiu colocar seu pontificado sob a proteção da Mãe de Deus. “A essa hora, não podemos deixar de voltar nosso espírito à Virgem Maria, que ainda vive e age, como Mãe, no mistério de Cristo. Devemos repetir as seguintes palavras: Totus Tuus, inteiramente teu!”, ele proclamou na Praça de São Pedro, em Roma, no dia de sua entronização, em 16 de outubro de 1978.

Em 13 de maio de 1981, o papa foi milagrosamente salvo após um atentado. São João Paulo II atribuiu esse milagre à Virgem de Fátima. Durante sua vida, ele compôs muitas orações à Mãe de Deus, incluindo esta, que as famílias podem adotar para a oração da noite, durante o mês de maio (e mesmo depois):

Virgem Maria, Mãe da Igreja, sede também a Mãe de nossas famílias.

Que graças à sua ajuda materna, toda família cristã

possa realmente se tornar uma “pequena Igreja”,

na qual o mistério da Igreja de Cristo é refletido e revivido!

Vós que és a serva do Senhor, sede para nós exemplo

de humilde e generosa acolhida da vontade de Deus!

Vós que sofrestes a dor da Mãe aos pés da Cruz, fiques conosco para aliviar os sofrimentos

e enxugar as lágrimas dos afligidos pelas dificuldades de suas famílias!

Que Cristo, o Senhor, rei do universo, rei das famílias,

esteja presente, como em Caná, em todo lar cristão,

comunicando luz, alegria, serenidade e força.

Que toda família saiba dar generosamente

sua contribuição para o advento do Reino de Deus no mundo.

A Cristo e a vós, Maria, confiamos nossas famílias.

Amém

Anna Ashkova