Duas exigências fundamentais para quem quer servir a Deus

“Anda na Minha presença e sê integro!” (Gn 17,1)

Deus escolheu Abraão para, a partir dele, gerar o Seu Povo, de onde um dia nasceria o Salvador da humanidade. Para isso, Deus chamou Abraão da Mesopotâmia, na cidade de Ur na Caldeia, para uma longa viagem até a Palestina, e fez com ele uma Aliança, um pacto.

Abraão tinha noventa anos, o Senhor apareceu-lhe e disse-lhe:“Eu sou o Deus Todo-poderoso. Anda em minha presença e sê íntegro; quero fazer aliança contigo e multiplicarei ao infinito a tua descendência”. Abraão prostrou-se com o rosto por terra. Deus disse-lhe: “Este é o pacto que faço contigo: serás o pai de uma multidão de povos” (Gn 17,1-4). Foi uma Aliança decisiva para a salvação da humanidade.

Chama a nossa atenção a exigência marcante que Deus fez a Abraão: “Anda na minha presença e sê integro”. São duas exigências fundamentais para aqueles que querem servir a Deus e a quem Deus usa para realizar os seus santos desígnios.

Continuar a ler

Como posso realmente ser santo?

Um diálogo incrível entre dois santos, D. Bosco e Domingos Sávio, sobre o que fazer para ser santo

Enfrente com coragem seus medos

Para nos conhecermos, é preciso enfrentarmos com coragem nossos medos

A Palavra meditada está no Salmo 27,1-6:

Continuar a ler

Oração para a mulher que quer engravidar

Ernesto Andrade CC

Continuar a ler

Papa: na comunidade não existem fiéis da “série A”e “série B”

© Antoine Mekary / ALETEIA

Continuar a ler

Os 25 segredos da luta espiritual que Jesus revelou a Santa Faustina

eynqt4qimc2rehuz4Como proteger-se dos ataques do demônio

Em Cracóvia, no dia 2 de junho de 1938, o Senhor Jesus ditou a uma jovem Irmã da Misericórdia um retiro de três dias. Faustina Kowalska registrou minuciosamente as instruções de Cristo em seu diário, que é um manual de mística na oração e na misericórdia divina.

Este diário guarda as revelações de Cristo sobre o tema da luta espiritual, sobre como proteger-se dos ataques do demônio. Estas instruções se tornaram a arma de Faustina na luta contra o maligno inimigo.

Jesus começou dizendo: ” Minha filha, quero instruir-te sobre a luta espiritual”. E estes foram seus conselhos:

1. Nunca confies em ti, mas entrega-te inteiramente à Minha Vontade.

A confiança é uma arma espiritual. Ela é parte do escudo da fé que São Paulo menciona na Carta aos Efésios (6, 10-17): a armadura do cristão. O abandono à vontade de Deus é um ato de confiança; a fé em ação dissipa os maus espíritos.

2. Na desolação, nas trevas e diversas dúvidas, recorre a Mim e ao teu diretor espiritual; ele te responderá sempre em Meu Nome.

Em tempos de guerra espiritual, reze imediatamente a Jesus. Invoque seu Santo Nome, que é muito temido pelo inimigo. Leve as trevas à luz contando tudo ao seu diretor espiritual ou confessor, e siga suas instruções.

3. Não comeces a discutir com nenhuma tentação; encerra-te logo no Meu Coração.

No Jardim do Éden, Eva negociou com o diabo e perdeu. Precisamos recorrer ao refúgio do Sagrado Coração. Correr até Jesus é a melhor maneira de dar as costas ao demônio.

Continuar a ler

Pe. Pio de Pietrelcina

“Peça a Deus as virtudes que você não tem.”

A imagem pode conter: 1 pessoa

O Dom da Esmola – Pe. José Augusto (06/03/17)

É normal sentir que um sem-teto faz tanto parte da cidade como uma estátua?, pergunta o Papa

 SNPCultura 

Ronnie Chua

Continuar a ler

Enfrente com coragem seus medos

Para nos conhecermos, é preciso enfrentarmos com coragem nossos medos

A Palavra meditada está no Salmo 27,1-6:

O Senhor é minha luz e minha salvação; de quem terei medo? O Senhor é quem defende a minha vida; a quem temerei? Quando me assaltam os malvados para devorar-me a carne, são eles, os adversários e inimigos, que tropeçam e caem. Se contra mim acampa um exército, meu coração não teme; se contra mim ferve o combate, mesmo então tenho confiança. Uma só coisa pedi ao Senhor, só isto desejo: poder morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida; poder gozar da suavidade do Senhor e contemplar seu santuário. Ele me dá abrigo na sua tenda no dia da desgraça. Esconde-me em sua morada, sobre o rochedo me eleva. E agora levanto a cabeça sobre os inimigos que me rodeiam; imolarei na sua casa sacrifícios de louvor, hinos de alegria cantarei ao Senhor.

Enfrente com coragem seus medos

Foto: Arquivo/cancaonova.com

Continuar a ler

O melhor tipo de oração

 Pode ser difícil e pode parecer inútil às vezes, mas a oração é necessária para o crescimento espiritual

Continuar a ler