O Reino de Jesus Cristo e o Reino da Virgem Maria

São Luís Maria nos ensina sobre o Reino de Jesus Cristo como consequência do Reino da Virgem Maria.

O Reino de Jesus Cristo e o Reino da Santíssima Virgem Maria São Luís Maria Grignion de Montfort afirma, no “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”, que o Reino de Jesus Cristo é consequência do Reino da Virgem Maria (cf. TVD 15). São Luís tem uma intuição teológica a respeito da presença de Nossa Senhora no plano divino da salvação da humanidade que nos ajuda a compreender a importância da devoção mariana na Igreja: “…tendo Deus querido começar e acabar as suas maiores obras pela Virgem Santíssima depois de a formar, digo que é de crer que não mudará de procedimento em todos os séculos (Rm 11, 29). Ele é Deus e não muda nem nos Seus sentimentos nem na sua conduta” (TVD 15). A Virgem Maria é o caminho pelo qual Jesus Cristo veio a nós da primeira vez e será o caminho também quando Ele vier na segunda, embora de maneira diversa da primeira (cf. TVD 50).

São Luís Maria diz a este respeito: “quando o meu amável Jesus vier segunda vez à Terra, em sua glória, para aqui reinar, não escolherá outro caminho para a sua vinda, senão Maria Santíssima, por quem veio tão segura e perfeitamente primeira vez” (TVD 158). O Santo nos explica qual a diferença entre a primeira e a segunda vinda de Jesus Cristo por intermédio da Virgem Maria: “a diferença que há entre a primeira e a última vinda é que a primeira foi secreta e escondida, e a segunda será gloriosa e triunfante; mas são ambas perfeitas, pois ambas por intermédio de Maria. Ai! Eis um mistério que não se compreende: ‘Que toda a língua aqui emudeça!’” (TVD 158).

O Espírito Santo, pela boca dos Santos Padres, chama a Santíssima Virgem Maria de: “Porta Oriental, por onde o grande sacerdote Jesus Cristo entra e sai do mundo (cf. Ez 44, 2-3). Por Ela entrou a primeira vez, por Ela virá a segunda vez” (TVD 262). O Reino de Jesus Cristo se estabelecerá no mundo como consequência necessária do Reino da Santíssima Virgem Maria, pois ela deu o Filho de Deus ao mundo a primeira vez, e há de fazê-lo resplandecer na segunda vinda (cf. TVD 262).

São Luís ensina que a Virgem Maria é Rainha do Céu e da Terra por graça e Jesus Cristo é Rei do Universo por natureza e conquista (cf. TVD 38). Porém, da mesma forma que o Reino de Jesus Cristo consiste principalmente no coração, no interior do homem, segundo nos diz a Palavra de Deus: “O Reino de Deus está dentro de vós” (Lc 17, 21), o Reino da Santíssima Virgem está também principalmente no interior do homem, na sua alma (cf. TVD 38). É especialmente nas almas que Nossa Senhora é mais glorificada com seu Filho Jesus Cristo, mais do que em todas as criaturas visíveis, por isso, “podemos chamá-la, com os santos, Rainha dos corações” (TVD 38).

São Luís exclama, todo perdido em Maria: “Quando chegará esse feliz tempo em que Maria Santíssima será constituída Senhora e Soberana dos corações, para os submeter plenamente ao Império do seu Grande e Único Amor, Jesus?! Quando é que as almas respirarão Maria como os corpos respiram o ar?!” (TVD 217). Quando chegar esse tempo, acontecerão coisas maravilhosas neste pobre mundo. Pois, “o Espírito Santo, encontrando a sua amada Esposa reproduzida nas almas, descerá abundantemente sobre elas, plenificando-as de Seus dons, particularmente do dom da sabedoria, para nelas operar maravilhas de graça” (TVD 217). Esse tempo de graça só virá quando a devoção ensinada pelo Santo for conhecida e praticada, por isso estudemos seus ensinamentos, nos consagremos a Santíssima Virgem Maria e sejamos seus fiéis escravos de amor. “Para que venha o Vosso Reino, ó Jesus, venha o Reino de Maria!” (TVD 217).

Fonte: http://blog.cancaonova.com