Liberte-se de toda inimizade e ressentimento

Peçamos ao Senhor que liberte nosso coração de toda inimizade, ressentimento e mágoa

A Palavra meditada está em São Mateus 5,43:
“Ouvistes que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!’ Ora, eu vos digo: Amai os vossos inimigos e orai por aqueles que vos perseguem! Assim vos tornareis filhos do vosso Pai que está nos céus; pois ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e faz cair a chuva sobre justos e injustos.”

Liberte-se de toda inimizade e ressentimento

Foto: Arquivo/cancaonova.com

Pagar as ofensas de igual para igual não muda a situação de ódio. Paremos com esse círculo vicioso.

Quem é nosso inimigo? Aquele que pensa diferente de nós? Rezemos por nossos inimigos e por aqueles que nos fazem mal. Quando nos reconhecemos filhos de Deus, reconhecemo-nos como irmãos uns dos outros.

Evitemos brigas e discussões desnecessárias. Respondamos o bem com o bem. Aquele que deseja mal, na hora da raiva, fala coisas que machucam a si e ao outro.

Para perdoar é preciso coisas boas. Temos de frear o “vingue-se” e deixar brotar em nós o perdão. Desarmemo-nos de tudo o que pode ferir nossos irmãos e a nós mesmos, pensemos para falar e para agir. Façamos de tudo para acabar com a inimizade.

Que o Senhor nos dê a graça de rezar por nossos inimigos. Há pessoas sofrendo demais com guerras, tanto externa quanto dentro de suas próprias casas. Hoje, as mídias têm nos alimentado com raiva, ódio e inimizade. Quantas vezes não agimos como filhos de Deus!

Qual é o fruto do ressentimento? Ficar remoendo tudo aquilo que nos aconteceu.

Façamos tudo para superar a inimizade. Fugir de briga é um ato de coragem. Rezemos por nossos inimigos, peçamos a Deus a graça da purificação de nosso coração e a libertação de toda inimizade.

Diácono Nelsinho Corrêa
Missionário da Comunidade Canção Nova