Este homem almoça com uma moradora de rua toda terça-feira e o motivo é chocante

O que está fazendo essa história se espalhar pela internet é o que exatamente eles andam fazendo durante esses encontros para o almoço

Este homem almoça com uma moradora de rua toda terça-feira e o motivo é chocante

Reprodução Facebook/Greg Smith

Greg Smith é o fundados da Hybrid Athletes, uma empresa de treinamento físico profissional. Homem de negócios em Orlando, Florida (EUA), Greg frequenta o centro da cidade, sempre cheio de gente, onde comumente encontra moradores de rua pedindo esmolas e comida. Como está quase sempre de terno e gravata, é sempre parado pelos sem-teto da região.

Um dia, ele passou por uma moradora de rua e, em vez de pedir dinheiro, ela apenas sorriu para Greg e disse “Bom dia, senhor. Tenha um ótimo dia. Deus abençoe.” Essa mulher pegou Greg de surpresa, então ele parou para conversar com ela.

Ele acabou a levando para almoçar e eles se deram tão bem que agora ele almoça com ela toda terça-feira. Mas o que está fazendo essa história se espalhar pela internet é o que exatamente eles andam fazendo durante esses encontros para o almoço.

Descubra o que o almoço deles tem feito pela Amy… é muito tocante!

Fotos: Facebook de Greg Smith

O post no Facebook do Greg diz:

Conheça “Amy Joe”.

Nas últimas semanas, toda terça, Amy Joe e eu nos encontramos na esquina da Pine Street com a S. Orange no centro de Orlando (trabalho no centro e estou sempre andando pela cidade). Todos os dias, por uma semana, eu via Amy Joe nessa esquina e ela nunca pediu dinheiro. Ela Apenas dizia “Bom dia, senhor. Tenha um ótimo dia. Deus abençoe!” e sorria.

Eu uso terno para trabalhar, todo dia, então todo mundo me para pedindo dinheiro. Mas nunca pela Amy Joe. Toda terça, ela e eu almoçamos juntos. De meia a uma hora eu ouço seu entusiasmo, sua positividade, mesmo sabendo que ela não tem nada. Na última semana, Amy Joe derrubou uma bomba em mim… ela não sabe ler. Ela não fuma, não bebe, não é viciada em drogas, nem nada disso. Ela me disse como era difícil encontrar emprego sem saber ler. Ela falou que todo o dinheiro que ela conseguia juntar, usava para retirar livros na biblioteca que a ajudassem a aprender a ler, em vez de comprar comida.

Isso acabou comigo!!! Ela preferia aprender a ler e, talvez, encontrar um emprego, a comer!!!

Eu fui abençoado com dois pais maravilhosos e uma família que sempre teve recursos para me dar tudo o que eu queria. Amy Joe, não. Então, agora a gente não apenas almoça juntos — eu estou ensinando ela a ler. Eu alugo um livro na biblioteca por semana e nós lemos juntos na terça-feira — o resto da semana ela pratica sozinha.

Eu não quero, com esse post, que ninguém sinta pena de Amy Joe, nem quero me gabar por fazer algo pelos menos afortunados. Quero partilhar isso porque talvez isso motive alguém a ajudar outra pessoa. Tem muita gente por aí como a Amy Joe, nem todos eles estão com fome, sem casa ou feridos. Pode ser alguém da sua família, ou um amigo seu. Ajudar alguém pode ser tão simples quanto dizer “oi” e sorrir. Eu tenho sorte de ter uma condição financeira que me permite cuidar da Amy Joe, então… é isso o que eu faço!

E aí, será que tem alguma “Amy Joe” na sua vida também? Compartilhe essa história e deixe que ela toque o coração de outros também.

(via Perfeito)

Deixe seu comentário, pedido ou sugestão aqui sobre o post

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s