Os 4 fins da Santa Missa

Latrêutico, eucarístico, propiciatório e impetratório: entenda-os para viver ainda mais profundamente a maravilha que é uma missa!

Os 4 fins da Santa Missa

Creative Commons

Adoração

Este é o fim latrêutico da Santa Missa. Do grego “latría”, quer dizer precisamente adoração, louvor a Deus em reconhecimento da Sua Divindade, louvor a Deus por ser Deus, mas não apenas de modo “genérico”, do jeito que se pode louvar a Deus em qualquer local e momento, mas sim com a consciência de que, na Santa Missa, Deus está presente real e fisicamente na Eucaristia, que é o Seu Corpo e Sangue entregues por amor a nós a fim de nos salvar do pecado e da morte.

Ação de graças

É o próprio significado da palavra “Eucaristia”, que vem do grego e quer dizer “agradecimento”. Este é o fim eucarístico da Santa Missa: agradecer, dar graças! A Santa Missa é Eucaristia, é agradecimento, é ação de graças a Deus por tudo o que recebemos dele – principalmente por recebermos a Ele próprio! Deus mesmo nos deu o dom de lhe agradecer dignamente ao tornar possível que, na Missa, lhe ofereçamos ninguém menos que o próprio Jesus Cristo em ação de graças!

Reparação

Também chamada propiciação ou expiação, é o fim propiciatório da Santa Missa: trata-se do ato de reparar o sofrimento que causamos a Deus quando, com nossos pecados, nos afastamos voluntariamente do Seu Amor. Só Jesus Cristo pode expiar condignamente, pelo Seu Sacrifício, as ofensas feitas a Deus. A Missa é sacrifício expiatório porque torna presente, na Eucaristia, o próprio Cristo em estado de vítima, com o Seu Corpo entregue por nós e o Seu Sangue derramado para nos lavar dos nossos pecados. “Este é o meu Sangue, que será derramado por muitos para a remissão dos pecados” (cf. Mt 26, 28).

Petição

Também chamada impetração, é o ato de rogar a Deus e lhe apresentar as nossas súplicas e preces. Este é o fim impetratório da Santa Missa. Jesus Cristo vive e intercede por nós, apresentando ao Pai a sua Paixão. Se já temos a promessa firme de alcançar tudo o que pedimos a Deus em nome de Jesus (cfr. Jo 16, 23), muito maior deve ser a nossa confiança se oferecemos a Deus o Seu próprio Filho que nos ama! Além de ser a prece de Cristo mesmo, a Santa Missa também é prece da Igreja, que une as suas súplicas às dele.

Deixe seu comentário, pedido ou sugestão aqui sobre o post

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s