É hora de semear amor

Nessa passagem, Jesus nos mostra que o verdadeiro filho de Deus é aquele que carrega em seu coração bons sentimentos e os reverte em boas atitudes

Passagem: João 10,7-10

“Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.”

É hora de semear amor

Foto: Arquivo/cancaonova.com

Quando lemos o Evangelho, precisamos entender que existem dois tipos de proposta. Uma delas é quando as pessoas que conviveram com Jesus relatam e dão testemunho das atitudes que Ele tomou, já a outra proposta é a Palavra de Deus de uma maneira viva, pois não são relatos de situações que aconteceram, mas exatamente aquilo que Jesus disse. É quando o evangelista sai de cena e dá lugar ao “ator principal”, que é Jesus, pois Ele é o foco.

Hoje, Jesus quer lhe diz: “Eu sou a porta”. Você pode estar rezando conosco e não vendo saída em sua vida, mas saiba que, hoje, Ele diz a você que quem entrar por essa Porta encontrará refúgio e fortaleza, poderá entrar e sair, pois encontrará sustento. Em Jesus Cristo, nosso Senhor, temos para onde ir, mesmo quando todas as portas parecem fechadas para nós, uma única porta jamais estará fechada, uma porta que ampara e traz solução.

A Palavra de Deus tem um impacto tão grande na vida das pessoas, que Ela os divide em dois grupos, os que estão com Deus e os que estão contra Ele. Porém, é preciso entendermos que estar contra Deus não significa falar mal d’Ele, pois existem pessoas que falam de Deus, mas a vida delas não condiz com o que dizem, então, acabam tendo uma vida que vai contra Deus, até porque não adianta ter medo de ir para o inferno se nossas atitudes só nós fazem caminhar nessa direção. Jesus quer nos mostrar que existem pessoas que não falam de Deus, às vezes, nem O conhecem, mas mesmo assim têm atitudes, fazem obras divinas. Isso só é possível graças à ação do Espírito Santo, que age onde quer e assim faz acontecer, pois Ele envolve as pessoas e as faz caminhar na direção do bem. Lembre-se: quem toma atitudes de Deus é filho d’Ele, mas quem toma atitudes malignas é um “filho do maligno”.

O inimigo age em nossa vida por meio da tentação, a qual vai nos envolvendo e tirando de nós o olhar daquelas coisas que realmente são preciosas no nosso dia. A tentação vem como o ladrão, que rouba e mata; muitas vezes, mata-nos por dentro, deixa-nos  mortificados, destruídos e aniquilados. Nós devemos sempre nos esforçar para semear em nós pensamentos e sentimentos bons, que vem de Deus, porque a tentação está sempre tentando colocar em nós sentimentos negativos, de rejeição. É como diz o ditado “cabeça vazia, oficina do Diabo”.

Por fim, é preciso que entendamos que quem não reza, carrega dentro de si uma semente que o maligno plantou, pois quem não se enche de Deus por meio da oração, acaba sendo preenchido pelo mal. A falta de Deus em nossa vida nos faz sentir que não somos amados, e isso é terrível! A tentação nos faz acreditar que ninguém nos ama e que nosso lugar não é ali. Portanto, é necessário reagir, e a única maneira de reagir é pela oração, pela ação do Espírito Santo que costura nosso coração. Deus é o verdadeiro amor e é Ele quem deve ser o semeador dos sentimentos do nosso coração, pois planta amor.

Márcio Mendes
Missionário da Comunidade Canção Nova

Transcrição e adaptação: Lucas Mendes

Anúncios