Oração, um trato de amizade com Deus

É Deus quem toma a iniciativa de estar ao nosso lado e relacionar-se conosco para estabelecer uma relação íntima, de amizade

“A oração é um trato de amizade com Deus”, nos ensina Santa Teresa. Adorar a Deus em espírito e em verdade é fazer a experiência de buscá-Lo por amor, reconhecer que já não podemos caminhar sem Ele. O Senhor nos seduziu, nos atraiu para si e agora é impossível viver sem o amor d’Ele.

Quando compus a música “Juras de amor”, meu coração estava inflamado de amor por Deus. Vivi a experiência do profeta Jeremias: “O Senhor me seduziu!”. Minha alma e todo o meu ser não sabem fazer outra coisa senão amar a Deus.

O coração dos adoradores não tem outra motivação para a oração senão o amor a Deus. É o amor d’Ele que nos impulsiona e nos move. Adorar é, portanto, um diálogo de amor. A adoração é um Dom de Deus e não um esforço nosso. O primeiro passo sempre é de Deus. É Ele quem toma a iniciativa de estar conosco, de se relacionar conosco para estabelecer uma relação íntima, de amizade. Por isso, a adoração não só é um desejo do nosso coração, mas, mais do que isso, é um desejo do Senhor.

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Anúncios