Assuma essa missão: Ser sal da terra e luz do mundo

Sou chamado a ser sal da terra e luz do mundo

A Palavra meditada está em Eclesiástico 28,1-9:
Quem quer vingar-se encontrará a vingança do Senhor, que pedirá severas contas dos seus pecados. Perdoa ao próximo que te prejudicou: assim, quando orares, teus pecados serão perdoados. Um ser humano guarda raiva contra outro: como poderá pedir a Deus a cura? Se não tem compaixão do seu semelhante, como poderá pedir perdão dos seus pecados? Se ele, que é um mortal, guarda rancor, como é que pede perdão a Deus? quem é que vai interceder pelos seus pecados? Lembra-te do teu fim e deixa de odiar; pensa na destruição e na morte, e persevera nos mandamentos. Pensa nos mandamentos e não guardes rancor do teu próximo. Pensa na aliança do Altíssimo e não leves em conta a falta alheia.”

Assuma essa missão: Ser sal da terra e luz do mundo

Foto: Arquivo/cancaonova.com

Somos chamados a ser sal da terra e luz do mundo nos ambientes em que vivemos. A Palavra de Deus nos convida a visitarmos os doentes, os encarcerados, dar de beber a quem tem sede. Pensamos que isso é apenas para pessoas que desconhecemos, mas quantos à nossa volta sofrem, estão doentes e abandonados! Sejamos presença na vida daqueles que convivem conosco.

Quem deseja viver sobre a influência do maligno sofre os duros golpes do inimigo. Que o Senhor nos livre das garras do opressor. O Pai nos convida a sermos luz, por isso, iluminemos o caminho de todos os que necessitam de direcionamento.

Como ser querido pelas pessoas?

Onde andarmos sejamos esperança, palavra amiga e ânimo às pessoas. Sejamos luz, sejamos sal, levemos sabor à vida das pessoas. A Palavra de Deus nos ensina a fazer isso.

Levemos paz para dentro de nossa casa, pois só existe paz em um local se somos portadores dela. Quem é a única pessoa que pode retirar a paz de um lugar? Nós mesmos.

E se Deus pedir conta de meus pecados?

O Senhor é misericordioso! Para não nos perdermos, perdoemos, e assim seremos perdoados. Queremos paz? Promovamos a paz. O exemplo é a melhor maneira de ensinarmos. Se ensinarmos mal, colheremos o mal.

Um servo de Deus não pode ser arrogante, prepotente, pois assim não ensinará ninguém; ao contrário, causará danos às pessoas. A maior pregação ao mundo é o testemunho.

Violência só gera violência. Fomos ofendidos e maltratados? Perdoemos! Não deixemos que o demônio nos derrote. Casal que se perdoa, perdoa de coração. Quantas vezes dizemos que perdoamos, mas, por qualquer motivo, trazemos tudo à tona novamente?

O batismo nos ajuda a perdoar

Queremos a justiça que gera paz? Sigamos a luz de Cristo. Queremos paz? Sejamos justos. Olhemos para o Senhor, pois é Ele quem nos traz a paz. O sacrifício verdadeiro, por amor, gera paz em todos os lugares.

Aprendamos com Cristo o que é sacrificar-se por amor. Se nos sacrificarmos pelo outro, levaremos o céu por onde andarmos. E se o céu habita em nós, com ele vem o perdão e a graça de Deus.

A vitória de Jesus na Cruz foi sobre o pecado. Tudo o que fizermos contra o outro torna-se para nós uma fonte de males. Toda semente plantada gera frutos. Tudo que em Deus eu me sacrifico pelo outro, gera bem e salvação.

Ajudemos o outro a vencer. Perdoemos quem nos prejudicou, pois quem é capaz de liberar perdão abre-se para receber de Deus a cura e a restauração.

Márcio Mendes
Missionário da Comunidade Canção Nova

Anúncios