3 dicas para evitar discussões familiares no caminho para a Missa

Um conselho especialmente útil: talvez não seja a hora ideal para contar ao seu esposo que sua mãe vai passar um mês com vocês!

3 dicas para evitar discussões familiares no caminho para a Missa

Kzenon/Shutterstock

Sim, nós todos temos as melhores das intenções aos Domingos. Nós todos sonhamos em ir para a igreja como uma família bem vestida, com sapatos engraxados e bochechas rosadas, todos docemente perfumados, viajando em sintonia para adorar a Deus.

Mas e quando o bombardeio verbal começa a explodir assim que todos entram no carro? Nós nunca nos surpreendemos. Isso, de alguma maneira, é tristemente inevitável, né?

Mas não deveria ser. Meu marido, nossos 6 filhos e eu, ultimamente,  estamos tendo poucos destes depressivos embates pré-igreja porque estamos praticando estes 3 P´s:

  1. Preparação, Prece e Pausa

Passo 1: Preparação

Tire um tempinho na Sexta-feira à tarde e peça a Deus para derramar Suas graças quando você estiver se preparando e preparando sua família para a adoração de Domingo. Deixe claro que você está solicitando ajuda precisamente no esforço para levar sua família a Ele. As palavras da oração pouco importam; apenas seja sincera.

Depois, vem a preparação prática. Na noite de Sábado, decida com seu esposo a hora específica da partida (e do tempo implícito para acordar). Muitas brigas originam-se da tendência de um dos parceiros estar sempre atrasado. Termine este problema sem colocar a culpa ou apontar os dedos, escolhendo a hora da partida de forma que a família chegue 10 minutos mais cedo à igreja.

Também no Sábado à noite, separe roupas e sapatos legais. Enfie meias limpas nesses sapatos. Encha um pote com comidas e separe a bebida.

Antes de dormir, leia e discuta com a sua família o evangelho que será tema do sermão de amanhã. Você pode usar a internet para procurar isso.

Passo 2: Prece (novamente)

Assim que você abrir seus olhos na manhã de Domingo, dê graças pelo dia e peça a Deus que ajude com os detalhes no caminho para a igreja. Repita a oração ao longo da manhã, quando surgirem as frustrações – porque elas vão surgir. A versão mais curta (“Deus, me ajude”) funciona bem.

Expulse satanás com a sua oração. Ele não quer que você vá à Missa e está feliz em falar um monte de desculpas ao seu ouvido, a fim de convencer você do contrário.

Passo 3: Pausa

Tão importante quanto rezar é dar uma pausa.

É Domingo de manhã, você está a 10 minutos do seu horário pré-determinado e seu esposo diz: “Eu estava pensando em convidar minha tia, seus 11 filhos e os 14 hamsters para nos visitar por um tempo neste verão. O que você acha, querida?”

Pause. Não responda. Depois, diga algo como: “Nós temos que estar na igreja em 10 minutos. Vamos falar sobre isso quanto estivermos em casa.” Se é o seu filho adolescente que está tirando seu foco em ir à igreja, pedindo permissão para namorar, use a mesma tática.

Esteja em alerta especial no caso de seus próprios pensamentos causarem a distração. (“Por que essas crianças ainda não aprenderam a guardar seus sapatos? Estou falhando como mãe?”) Dê uma pausa. Vá em frente. Diga a si mesmo que você vai falar sobre isso quando você voltar para casa. Não no caminho para a igreja. Os temas pesados também estão fora dos limites. Você está se preparando para se encontrar com Jesus de uma maneira especial. Deixe-o ser seu foco.

O Papa João Paulo II nos ensinou que a Comunhão é a “fonte e cume” da vida cristã. Se a Eucaristia é o ápice de nossas vidas, devemos começar a orar e a planejar a Missa bem antes de abrirmos os olhos no Domingo de manhã.

Isso não leva muito tempo, mas faz um mundo de diferença.

Vamos para a igreja!

Anúncios