Passos Para Discernirmos A Ação Do Demônio!

Os sinais da ação do Mal…

Como conseguir discernir se de fato estamos diante de uma pessoa que esta sofrendo algum tipo de ataque direto do demônio? Existe um caminho a seguir para se chegar à esta conclusão?

Estas são as perguntas mais frequentes que geralmente fazemos para se chegar a um discernimento mais preciso do que está acontecendo com uma pessoa que diz sofrer ataques diretos do Demônio.

Mas antes de dar alguns conselhos sobre como podemos chegar a um discernimento mais preciso, é bom lembrar o que escrevi há alguns meses atrás sobre os tipos de ataques e de influências que o demônio pode ter sobre uma pessoa. (Tipos de Ações Diabólicas)

Descrevi estes tipos de ações como ações extraordinárias, na qual nem todos estão sempre sujeitos. Diferente das ações ordinárias na qual todos nós passamos que é a Tentação. Escrevi também de forma bem resumida.

Como ações Extraordinárias descrevi estas:

– Distúrbios Externos

– Possessões Diabólicas

– Vexações Diabólicas

– Obsessões Diabólicas

– Infestações Diabólicas

– Sujeições Diabólicas

Tendo em mente estes tipos de ações do Inimigo é importante que interroguemos os familiares ou a pessoa que se apresentou para receber Oração de Libertação ou o Exorcismo ( somente relembrando que no caso de Exorcismo, somente um Sacerdote devidamente autorizado pelo seu Bispo pode proceder com o mesmo.) se existem realmente razões válidas para que se proceda com tais orações. Para isso é preciso estabelecer um diagnóstico. Podemos então começar com os sintomas que a pessoa ou os seus familiares  dizem estar sendo vitimas.

Começamos então pelos sintomas dos Males Físicos:

– Na grande maioria das vezes as regiões mais atingidas por influências maléficas são a cabeça e o estômago. Geralmente a pessoa pode sofrer de dores de cabeça agudas e intensas por muitos dias, meses e até por anos; e os medicamentos se mostram ineficazes nestes casos. Ainda relacionado à cabeça e também aos jovens; é peculiar um sintoma que acontece no jovem que sofre algum tipo de influência maléfica uma rejeição brusca pelos estudos. Crianças e jovens que até ali nunca tiveram nenhuma dificuldade nos estudos e até mesmo gostavam de ir à escola de repente começam a detestar os estudos, o ambiente de escola, começam a ter muitas dificuldades de aprender, falta de concentração, suas memórias se tornam falhas e por isso não querem mais estudar, se tornam rebeldes e indisciplinadas.  Uma observação importante: aqui não se trata de pessoas que não gostam de estudar ou somente estão passando por alguma dificuldade nos estudos, mas estou dizendo de uma mudança muito brusca no seu comportamento.

– A boca do estômago também é um ponto geralmente atingido por influências maléficas. Dores quase que insuportáveis e constantes, e todo o tratamento se mostra ineficaz á estas dores. Muito comum é vermos estas dores na boca do estômago se deslocar por vezes para o intestino, para os rins, ovários; e os médicos não conseguem uma explicação para o mesmo.

– Um dos sintomas mais típicos da necessidade de Oração de Libertação ou exorcismo é a aversão ao Sagrado: Pessoas que deixaram de rezar, embora tinham uma vida de oração; já não querem mais ir a igreja, participar das Santas Missas, e experimentam um sinal externos de raiva em relação as coisas de Deus, chegando até mesmo se tornarem violentas quando o assunto é Deus e as coisas sagradas, assim como aos objetos sagrados.

O livro do Ritual do Exorcismo ainda nos da como auxílio alguns sinais suspeitos, algumas manifestações mais espetaculares, mas que particularmente só as vi acontecer quando começamos a proceder com as Orações de Libertação ou em meio ao Ritual do Exorcismo, e não antes.

Elas são: Falar ou compreender línguas diferentes, sem que a pessoa nem mesmo tenha tido contato com essa língua, por exemplo, o Latim. Outro fato é da pessoa conhecer coisas futuras ou secretas, e ainda demonstrarem uma força sobre-humana.

Ainda durante as orações é comum acontecer casos de grande violência, comportamentos estranhos, blasfêmias e xingamentos.

Uma coisa importante a se destacar é que quando estas pessoas se dirigirem a nós, precisamos perguntar se as mesmas já recorreram aos médicos e se submeteram aos tratamentos que os mesmos recomendaram. Se sim, é muito provável que os medicamentos se tornaram ineficazes diante de uma real influência maléfica, mas mesmo assim não temos autorização de recomendar as pessoas a deixarem de tomar qualquer tipo de medicamento. E iremos perceber que após algumas orações a pessoa sentirá certo alívio em relação aos males reclamados. Nem sempre terão a cura total, pois isso dependerá do grau na qual esta pessoa esta sofrendo estas influências e da quantidade de orações que ela precisará receber para a total cura e libertação.

Espero que eu possa ter ajudado há esclarecer um pouco mais sobre como agirmos diante das pessoas que se apresentarem a nós reclamando de problemas espirituais.

Anúncios