A paz que o mundo fala pode voltar a ser a Paz do Espírito Santo

alt

A Paz é citada por diversas culturas sendo simbolizada de várias formas, no entanto a mais conhecida, para os povos do ocidente, é a “pomba” branca, chamada de “Pomba da paz”. Sendo vista em diversos lugares e anunciada por pessoas em situações e costumes dos mais diversificados possíveis.

É complicado edificar a paz nos diversos contextos por já ter sido distorcida pelas culturas. O significado real de paz foi esvaziado com o decorrer da história, foram grandes as mudanças na relação do homem com Deus e do homem consigo mesmo. O distanciamento das relações e a mundanas de valores primordiais para a vida tirou o foco da civilização humana. (São João XIII, Pacem In Terris, 1963)

Para os cristãos, a paz tem um significado extremamente profundo e não complexo, a paz é um fruto do Espírito Santo, que também é representado, muitas vezes, por um pássaro branco. Sim, isso mesmo, a paz que o mundo fala é originada no entendimento sobre o Espírito Santo, que só podemos chegar à Paz através do Espírito (CIC 736).

No Catecismo da Igreja Católica, aprendemos que os outros frutos são manifestados junto com a Paz. A partir da união do Pai e do Filho, o Espírito Santo nos leva a entender quanto é valioso e acolhedor sentir-se filho amado de Deus e assim frutifica em nossas vidas, a partir da Sua presença transformadora, a caridade, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e temperança.

Vemos que os frutos têm como objetivos plenos à convivência entre irmãos, assim como o diálogo da Santíssima Trindade com toda a Igreja em sua trajetória histórica.  Deus Pai sempre esteve em amparo aos seus filhos. Jesus, Deus Filho, viveu como homem para apresentar o maior testemunho possível e exemplificar o amor. O Espírito Santo paira sobre todos nós, com o objetivo de nos santificar e possibilitar  a nossa inserção plena nos planos de Deus.

Tentar viver em paz sozinho em casa e negar o elo filial e fraterno não constrói laços! Vemos jovens, adultos e idosos que querem ficar apenas sozinhos, gritam ao mundo e para si mesmos que querem ficar em paz, mas se isolam… essa não é a paz advinda do Espírito de Deus, não é paz que o mundo precisa. A Paz é edificada na relação espiritual e humana.

Existem pessoas quem mostram a paz no olhar, nos movimentos…são jovens, idosos, homens, mulheres, pessoas com deficiência, a Paz fruto do Espírito Santo, não é apenas para os religiosos e consagrados que buscam o eterno contato com Deus. Todos podem e devem desejar buscar o Espírito Santo para dar frutos em suas ações, estado e pensamentos. “A espiritualidade cristã propõe uma forma alternativa de entender a qualidade de vida, encorajando um estilo de vida profético e contemplativo, capaz de gerar profunda alegria sem estar obcecado pelo consumo”. (Papa Francisco LAUDATO SI’ 222)

Neste cenário, em que as relações humanas são cada vez mais superficiais, ter uma a vivência da oração diária, buscar o constante contato com os sacramentos de forma integral e construir uma vida em comunidade formam fórmula para ter a Paz do Espírito em nosso coração, em nossa mente e em nossas ações. Contagiando o próximo com o nosso testemunho cristão de uma verdadeira paz vista em nossa alegria de viver.

Airton Rocha

Grupo de Oração Sacrário Vivo

Aracaju (SE)

Anúncios