diário de Santa faustina, 174

“Jesus”, exclamei com toda a força da minha alma. Nisso o padre veio fazer a conferência. Falou pouco, como se tivesse pressa. Terminada a conferência, foi ao confessionário. Olhei, e, vendo que nenhum das irmãs se dirigia para lá, levantei-me imediatamente do meu genuflexório e coloquei-me diante do confessionário. Não havia tempo para pensar. Em vez de contar ao padre as dúvidas que os outros me levantaram com relação a Jesus, comecei a contar todas essas tentações que estão descritas acima. Mas o confessor logo percebeu toda a minha situação e disse: “A irmã não confia em Nosso Senhor por estar Ele procedendo tão benignamente com a irmã? Poisbem, fique inteiramente tranquila. Jesus é seu Mestre, irmã, e a convivência da irmã com Ele, não é nem histeria, nem fantasia ou ilusão. Saiba a irmã que está no caminho certo. Peço-lhe que procure ser fiel a essas graças; a irmã não pode afastar-se delas…’

A imagem pode conter: 1 pessoa
Anúncios