“Nada de mim, Senhor. Tudo de Ti”

alt

“Vem, Espírito Santo!”. Esse foi o compromisso que a presidente do Conselho Nacional da RCC, Katia Roldi Zavaris, propôs à família carismática na pregação que encerrou as atividades da manhã de hoje (01). O de transbordar o Paráclito diariamente para se fortalecer na missionariedade.

A pregadora fez menção ao testemunho de uma das pioneiras do Movimento, Patti Gallagher Mansfield, no qual ela recomendou à assembleia que não guardasse as coisas somente para si. Assim como os presentes naquele fim de semana histórico em Duquesne se sentiram motivados a falar sobre as maravilhas que tinham experimentado após o batismo no Espírito, a família carismática não deveria manter dentro dos próprios corações o momento também histórico da celebração do Jubileu. A ministrante reforçou que esses dias devem servir de testemunho ao próximo. “Tem que gerar vida para o mundo”, proclamou.

Com base em Jo 20, 20-22, enviou aos participantes o Espírito Santo. Complementando com Ef 5:18, pediu que cada um se enchesse do Divino, a fim de que transbordassem essa graça aos outros irmãos. “Nós só transbordamos daquilo que estamos cheios”. Só vamos transbordar do Espírito, se estivermos cheio dEle”, afirmou.

Logo, convidou a assembleia a tomar uma decisão de vida. A de renovar-se no preenchimento do Espírito Santo diariamente e livrar-se de tudo o que não edifica. Pediu que, a partir desse momento de Festa, fosse prioridade clamá-Lo. “Vem, Espírito Santo!”, motivou os irmãos a dizerem. Assim, repletos do Divino, apenas Deus prevalece. “Nada de mim, Senhor. Tudo de Ti”, disse a pregadora, incentivando o esvaziamento do “eu” para encher-se do Criador.

Dessa forma, encharcados no Espírito, recebe-se a confiança, a coragem e a fortaleza necessárias para levar Jesus ao próximo. “Estar cheios do Espírito Santo gera em nós uma confiança inabalável”, disse.

Sobre isso, Katia partilhou que pouco tempo antes de iniciar a pregação, recebeu de Deus uma imagem, na qual dizia “vai, que eu andarei pelos seus pés e falarei pela sua boca”. E estendeu esse anúncio aos participantes, exortando que não tivessem medo, nem se abalassem diante das provações, pois o Senhor estaria com cada um a todo momento (Mt 28,20), “encha-se do Espírito Santo e vai sem medo”.

altEu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração

A coordenadora do Conselho Nacional conduziu a assembleia a “entregar-se a Jesus para dar a vida de Jesus ao outro”. No entanto orientou que ao testemunhar o amor de Deus o rosto dEle deve estar em evidência. Apoiando-se em I Coríntios 3,9, proclamou: “nós somos colaboradores, não idealizadores. Os planos são de Deus”.

Por isso, destacou a gratidão como fator fundamental da vida carismática. Sentimento que deve ser expressado por meio do louvor constante, em todas as situações. “O louvor é o estilo de vida de quem se entregou a Deus”, afirmou.

Ao finalizar, sublinhou um ponto em comum entre todas as pregações da Festa de Jubileu de Ouro. Em especial, de Patti Gallagher Mansfield, e da ex-presidente do Serviço Internacional da Renovação Carismática Católica (ICCRS), Michelle Moran. Os campos estão prontos para a colheita, mas é preciso obediência e docilidade. É preciso encher-se do Espírito Santo e sair ao encontro dos irmãos que ainda não experimentaram o amor de Deus, para que não ser percam em meio às trevas oferecidas pelo mundo.

Anúncios