Não entreguemos nossa alma à tristeza

Não permitamos que a tristeza mate nossa alma

Surgem tristezas durante a vida: traumas e marcas, situações que não aceitamos e que ferem profundamente nosso ânimo. Sofrimentos que chegam quando menos esperamos: o falecimento de alguém, uma doença, dificuldades na família, situações que, às vezes, nos decepcionam.

Por algum motivo qualquer, a tristeza pode aparecer. Mas você não pode se entregar a ela. “Não entregues tua alma à tristeza, não atormentes a ti mesmo em teus pensamentos.” A entrega de si mesmo às doenças da alma, quando se perde a alegria, a paz, a saúde, desarticula tudo e tudo se transforma em preocupações.

Mesmo que você tenha se decepcionado com o amor ou com uma grande amizade, mesmo que sua família esteja dividida ou você esteja sem nenhuma expectativa de futuro, não permita que isso mate sua alma.

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Anúncios