Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Nós não podemos desistir, pois em Deus a vitória é certa

Essa frase sempre me intrigou, porque eu ficava me perguntando: “Como o sofrimento, a dor e a perda podem concorrer e contribuir para o bem dos que amam a Deus?”.

Eu imaginava que para os amados de Deus só haveria festa, contentamento, alegria, ausência de problemas. Só que tenho descoberto uma coisa: a paz que Deus nos dá não é a ausência de dificuldades, mas a certeza de vitória no meio da dificuldade. O que leva um soldado a continuar lutando, mesmo vendo seus companheiros serem mortos ao seu lado, é a certeza de que ele vai vencer, certeza esta que se confunde com esperança. Se ele acreditasse que seu exército iria perder, não faria sentido lutar.

Foto ilustrativa: Arquivo CN

Continuar a ler

Oração a Nossa Senhora, Protetora dos Nascituros

PREGNANCY

Fr Lawrence Lew, O.P.-cc

“…certamente choras, querida Mãe, como choraram as mães de Belém na matança dos seus inocentes filhinhos…”

Reproduzimos abaixo uma preciosa oração a Nossa Senhora pela vida dos bebês em gestação, composta por Dom Eusébio Oscar Scheid, SCJ quando era Arcebispo de Florianópolis.

Senhora e Mãe nossa, é com santa angústia e zelo fraterno que nos dirigimos a ti, amiga e defensora de todas as crianças, nascidas e por nascer.

Tu foste “às pressas” para santificar, por meio do teu Filho, Jesus, a uma criança que estava prestes a nascer. Cuidaste de tudo, com carinho e desvelos de Mãe.

Agora, queremos invocar-te como PROTETORA DOS NASCITUROS, muitos em perigo de serem assassinados, trucidados, antes de verem a luz do dia. É o maior escândalo, o pior crime contra a humanidade toda. O útero materno, querida Mãe, tornou-se o lugar mais inseguro e violento da terra. Tu bem o sabes e, certamente, choras como choraram as mães de Belém, na matança dos seus inocentes filhinhos (Mt 2,16-17).

Vem, depressa, em socorro de todos os NASCITUROS, levando-lhes, com teu Jesus, a certeza e a garantia de VIDA, de sobrevivência digna, de acolhida num lar afetuoso e de merecida educação. Tu o podes fazer, porque levas Jesus contigo, e porque “para Deus nada é impossível” (Lc 1,37).

Antecipadamente, ó Mãe e PROTETORA DOS NASCITUROS, te agradecemos este imenso favor: por Jesus Cristo, teu Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

Dom Eusébio Oscar Scheid, SCJ

Pai de menina

Foto: Divulgação
“Me descobri pai de menina. Foi algo muito natural”, diz Marcos Mion sobre relação com a filha Donatella

D. 486

Na Eucaristia, Santa Faustina faz a experiência da presença permanente de Deus: “Jesus, quando vindes a mim na Santa Comunhão, Vós que Vos dignastes residir com o Pai e o Espírito Santo no pequeno céu do meu coração, procuro fazer-Vos companhia o dia todo, não Vos deixo sozinho, nem por um momento” 

Papa exorta jovens a serem protagonistas no bem, “não basta não fazer o mal”

O Papa Francisco rezou o Angelus na Praça São Pedro após a celebração presidida pelo cardeal Gualtiero Bassetti na presença de milhares de jovens, participantes da iniciativa “Por mil estradas rumo a Roma”, em preparação ao Sínodo e à JMJ Panamá 2019

Jackson Erpen – Cidade do Vaticano

Continuar a ler

Papa Francisco

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Deus nos livre de querer fazer uma Igreja à nossa medida. Um modo de ser que se vê muito hoje em dia: católicos que não se querem guiar pela verdade, mas que querem que a Igreja se adeque às suas próprias conveniências. Que muitas vezes sugerem que a Igreja deve abandonar a verdade de Jesus em nome de uma falsa modernidade, de falsas ideias propagadas por doutrinas e ideologias anti-cristãs.

Basta observar a realidade para ver no que resulta este pensamento: em milhares de falsas igrejas e falsas doutrinas, que vão mudando conforme as últimas tendências e exigências do “mercado”. Isto é não entender o que é a Igreja: não é suposto a Igreja mudar a sua doutrina com o tempo, com as últimas modas, pelo contrário deve antes conservar a doutrina dos apóstolos através dos tempos, não deve mudar com o mundo, mas deve antes mudar o mundo. Como dizia São João Paulo II: “Devemos defender a verdade a todo custo, mesmo que voltemos a ser somente doze”.

Que Deus nos livre desta tendência de querer fazer uma Igreja consoante as nossas necessidades, que saibamos aceitar os ensinamentos de Jesus Cristo mesmo que por vezes nos possam parecem duros (como diziam os discípulos: “Isto é muito duro! Quem o pode admitir?” Jo 6, 60) e não nos retiremos como alguns deles (Jo 6, 66), porque mesmo podendo parecer duro é a verdade, que em última instância leva sempre à felicidade.

Fonte: A luz dos homens