A oração e a imagem da Mãe de Todos os Povos

 

A Senhora e Mãe de Todos os Povos nos pede a divulgação da sua oração e da sua imagem, numa obra de redenção e de paz.

Senhora e Mãe de Todos os Povos

Nossa Senhora pediu-nos uma grande ação, uma contribuição totalmente pacífica em preparação ao dogma de Mãe de Todos os Povos e à paz mundial, que é a divulgação da sua oração e da sua imagem. Este pedido foi feito pela Mãe de Deus nas suas aparições em Amsterdam, capital da Holanda, a Ida Peederman. A Senhora de Todos os Povos apareceu 56 vezes a ela, sendo que a primeira vez aconteceu em 25 de março de 1945 e a última foi em 31 de maio de 1959. Nas suas aparições, a própria Virgem Maria deu um nome a esta difusão: “grande ação mundial”1, ou “obra de redenção e de paz”2. A princípio pode parecer estranho chamar a divulgação da imagem de Nossa Senhora e da sua oração uma “obra de redenção e de paz”. Porém, “a vocação de Maria consiste em conduzir-nos a Jesus, nosso Redentor, aos Sacramentos e assim à paz do coração. Quem o sabe, pode ter a grande alegria em colaborar nesta obra de redenção e de paz”3.

A Mãe da Igreja abre os nossos corações à graça da salvação através da sua imagem e da sua oração e qualquer um de nós pode colaborar nesta obra. Até uma criança pode colaborar, oferecendo a imagem e a oração a todos os seus irmãos e irmãs, crentes ou não. Ida viu esta grande “obra de redenção e de paz” na visão maravilhosa de milhões de flocos de neve caindo sobre a Terra: “Do mesmo modo que os flocos de neve sobrevoam o mundo e pousam nele, formando uma espessa camada, assim a oração e a imagem irão se propagar pelo mundo e penetrar nos corações de todos os povos. Como a neve se dissolve na terra, assim o fruto, o Espírito, descerá aos corações de todos os homens que rezarem diariamente esta oração. Eles pedem que o Espírito Santo desça sobre o mundo”4.

Convencida da grande importância desta obra de difusão mundial, Ida Peederman trabalhou incansavelmente até o fim de sua vida para enviar a imagem da Mãe de Todos os Povos com a oração ao mundo inteiro. Mas, muitas vezes sentia-se incapaz, por isso, certa vez Nossa Senhora consolou-a em uma de suas aparições: “Estás com medo? Eu vou ajudar-te. Vais ver como a imagem irá difundir-se quase sozinha”5. A vidente assegurou-se que é Nossa Senhora quem realiza esta obra: “Maria assume todas as responsabilidades!”6. Todavia, também nós recebemos o apelo da Mãe de todos os Povos: “E agora falo para aqueles que pedem um milagre. Bem, eu vos digo: comecem a trabalhar com zelo nesta obra de redenção e de paz e verão o milagre”7. Em outra aparição, a Mãe de Deus insiste: “ajudem com todos os vossos meios e tratem de divulgar a mensagem, cada um como pode”8. Não podemos por limites, pois “esta obra de difusão não é somente para um país, esta obra é para todos os povos”9. Por isso, esta grande obra “seja difundida no mundo entre todos os povos. Todos têm direito! Asseguro-vos que o mundo mudará”10.

A Mãe de Todos os Povos explica-nos como deve ser feita a propagação da oração e da imagem: “a divulgação deve ser feita através dos conventos”11, “nas igrejas e mediante meios modernos”12. A respeito destes modernos meios de comunicação, a Internet – através dos e-mails, mídias sociais, sites, blogs e outros – é um grande e poderoso meio de divulgação que não podemos deixar de usar. Milhões de pessoas, por todo o mundo, podem ser atingidas através deste meio. “Assim, a Senhora de todos os Povos será levada ao mundo, de cidade em cidade, de país em país. A simples oração fará com que se crie uma única comunidade”13.

Para que cheguem a todo mundo, a oração foi traduzida em 70 línguas e milhões de imagens foram enviadas a muitos países de todos os continentes. Além disso, “ao longo do ano chegaram ao Santuário de Amsterdam muitos testemunhos lindos, histórias de conversões, curas e outros milagres que se verificaram, porque por meio da imagem as pessoas puderam conhecer Maria como própria Mãe”14. Milhares de pessoas, de diversos continentes, Vão em peregrinação ao Santuário da Senhora e Mãe de Todos os Povos, em Amsterdam, e dão testemunho das graças recebidas através da oração. A imagem da Mãe de Todos os Povos está em numerosas igrejas e capelas por todo o mundo. Em diversos países, os fiéis fazem circular um quadro com a imagem da Senhora de todos os Povos pelas casas, entre famílias, grupos de oração, paróquias, conventos, escolas, cadeias.

Assim, a convite da Mãe de Todos os Povos, somos chamados a participar desta obra com um coração ardente. Respondamos com entusiasmo ao convite de Nossa Senhora e distribuamos com amor a imagem com a oração. Que tarefa maravilhosa é colaborar com esta obra mundial de difusão, de preparar todos os fiéis para o anúncio de um novo dogma mariano, pelo qual a Virgem Maria promete: “Quando o dogma, o último da história mariana, for proclamado, a Senhora de todos os Povos dará ao mundo a paz, a verdadeira paz”15. Todos os dias nos deparamos com notícias de guerras, perseguição e violência, que aumentam a cada dia. Diante destes acontecimentos, não sabemos o que fazer, mas Nossa Senhora tem a solução. A Mãe de Deus oferece-nos, como em Fátima, um plano infalível. Revela a estratégia certa: “a grande ação mundial”, na qual todos os povos devem ser envolvidos através do nosso zelo missionário. Nós católicos, que temos a graça de o saber e de o compreender, temos uma grande responsabilidade. Pois, no futuro, os povos que não conheciam esta obra podem nos dizer: “Como? Sabiam? Sabiam como se poderia evitar esta grande catástrofe mundial? E não nos avisaram?!”16. Senhora e Mãe de Todos os Povos, rogai por nós!

Oração:

Senhor Jesus Cristo, Filho do Pai,
Enviai agora o Vosso Espírito sobre a Terra.
Fazei o Espírito Santo habitar
nos corações de todos os povos,
para que sejam preservados
da decadência, das calamidades e da guerra.
Que a Senhora de Todos os Povos,
que antes era Maria, seja Nossa Advogada.
Amém.

Referências:

1 Aparição de 11 de Outubro de 1953.

2 Aparição de 1º de Abril de 1951.

3 PADRE PAUL MARIA SIGL. Deus mostra-nos através de Maria, Mãe de todos os Povos, o caminho da verdadeira paz, p. 21.

4 Aparição de 1º de Abril de 1951.

5 Aparição de 15 de Abril de 1951.

6 Aparição de 4 de Abril de 1954.

7 Aparição de 1º de Abril de 1951.

8 Aparição de 15 de Junho de 1952.

9 Aparição de 11 de Outubro de 1953.

10 Aparição de 29 de Abril de 1951.

11 Aparição de 20 de Março de 1953.

12 Aparição de 31 de Dezembro de 1951.

13 Aparições de 17 de Fevereiro de 1952.

14 PADRE PAUL MARIA SIGL. Op. cit., p. 22.

15 Aparições de 31 de Maio de 1954.

16 PADRE PAUL MARIA SIGL. Op. cit., p. 24.

Anúncios

Deixe uma resposta, pedido ou sugestão aqui sobre o post

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s