Novena de Pentecostes 1º dia – O Espírito gera Jesus em nós

É o Espírito Santo derramado em nossos corações Quem nos configura a Cristo e nos torna capazes de amar o Pai

A novena de Pentecostes é a mãe de todas as novenas. É o curto período entre a Ascensão de Nosso Senhor aos Céus, quarenta dias após a Sua Ressurreição, e a vinda do Espírito Santo sobre os Apóstolos. Por nove dias, os discípulos e a Virgem Maria se reuniram no Cenáculo, atendendo ao pedido do próprio Jesus: “Não vos afasteis de Jerusalém, mas esperai a realização da promessa do Pai, da qual me ouvistes falar, quando eu disse: ‘João batizou com água; vós, porém, dentro de poucos dias sereis batizados com o Espírito Santo'” (At 1, 4-5).

Recomenda-se para estes dias alguma oração diária ao Espírito Santo, como a novena própria de Pentecostes ou a sequência Veni Creator Spiritus, invocando o Seu derramamento em nossos corações.

Por que pedir o Espírito Santo? Em primeiro lugar, porque este é o meio que Deus escolheu para derramar-Se em nossos corações. Deus, em Sua infinita providência, quando dispõe as coisas, “não somente produz as coisas que quer que se façam, mas, também do modo pelo qual assim as quer” (Suma Teológica, I, q. 19, a. 8). Tendo disposto que recebamos o Espírito Santo por meio de nossa oração, é preciso que supliquemos a Sua vinda.

A segunda razão pela qual precisamos invocar o Espírito é que só deste modo poderemos amar verdadeiramente a Deus. A Terceira Pessoa da Santíssima Trindade é o próprio amor entre o Pai e o Filho. Esse amor, derramado em nosso coração, o tornará de tal modo configurado a Jesus que será Ele mesmo a amar o Pai, em nós. Deste modo anteciparemos o sonho divino para nós, no Céu.

A Santíssima Mãe de Deus tem um papel importantíssimo neste processo, afinal, foi em seu ventre que o Espírito Santo gerou o Verbo encarnado. Entreguemos os nossos corações a ela, que é esposa do Espírito Santo, a fim de que Jesus seja gerado em nós e possamos amar o Pai.

Fonte: padrepauloricardo.org

Anúncios