O que fazer do ano que está para começar ?

Imagem de Destaque

Guardemos Cristo na nossa vida para guardar os outros 

A expressão é de um conhecido poema de Carlos Drummond de Andrade, mas a mesma pergunta pode ser feita a José de Nazaré ou a tantos “Josés” presentes dentro de nós e em torno de nós. Depois do Natal e das festas que ocorrem neste tempo, o que fazer da vida e como aproveitar as muitas lições do ano que termina? Se o cenário do Natal é carregado de ensinamentos, pedimos, hoje, licença às outras figuras nele presentes, para contemplar, de modo especial, o homem a quem foi confiada a guarda da Sagrada Família, inspirados por palavras de fogo e simplicidade pronunciadas pelo Papa Francisco, quando começou seu ministério de Sucessor de Pedro: Continuar a ler

Maria, Mãe de Deus e nossa

A Virgem Maria, venerada com o título de “Mãe de Deus” é também nossa Mãe.

A Virgem Maria, Mãe de Deus e nossaÍcone da Mãe de Deus, Salus populi romani

O Papa Francisco, na homilia da Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus, proferida em 01 de janeiro de 2014, na Basílica de São Pedro no Vaticano, nos ensina que “Mãe de Deus” é o título principal e essencial de Nossa Senhora. “Trata-se duma qualidade, duma função que a fé do povo cristão, na sua terna e genuína devoção à Mãe celeste, desde sempre Lhe reconheceu”. O Concílio de Éfeso (431) definiu a maternidade divina da Virgem de Nazaré. A verdade da maternidade divina de Maria, ecoou em Roma, onde foi dedicada a Mãe de Deus a Basílica de Santa Maria das Neves, que passou a chamar-se Basílica de Santa Maria Maior. A Basílica foi o primeiro santuário mariano de Roma e de todo o Ocidente, no qual se venera a imagem da Mãe de Deus (do grego: Theotokos), sob o título de Salus populi romani (em português: Protetora do povo romano), cuja réplica acompanha a Cruz Peregrina da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Segundo a tradição, habitantes de Éfeso, durante o Concílio, na porta de onde estavam reunidos os Bispos, gritaram: “Mãe de Deus!” Estes fiéis pediam que se desse oficialmente este título a Nossa Senhora, demonstrando reconhecê-la verdadeiramente como Mãe de Deus. Esta “é a atitude espontânea e sincera dos filhos, que conhecem bem a sua Mãe, porque A amam com imensa ternura”. Continuar a ler

“Angelus” – Oração do meio dia

V. O Anjo do Senhor anunciou a Maria.
R. E Ela concebeu do Espírito Santo.
Ave Maria…

V. Eis a escrava do Senhor.
R. Faça-se em mim segundo a Vossa Palavra.
Ave Maria…

V. E o Verbo divino encarnou.
R. E habitou no meio de nós.
Ave Maria…

V. Rogai por nós Santa Mãe de Deus.
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos.
Infundi, Senhor, como Vos pedimos, a Vossa graça nas nossas almas, para que nós, que pela Anunciação do Anjo conhecemos a Encarnação de Cristo, Vosso Filho, pela sua Paixão e Morte na Cruz, sejamos conduzidos à glória da ressurreição. Por Nosso Senhor Jesus Cristo Vosso Filho que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Onde está Jesus ?

O Natal, tão especial para nós cristãos. Cleusa e Carlos Bombonati, Coordenadores nacionais do Ministério para as Famílias, refletem sobre Rei Menino que, para nos ensinar o que é humildade de filho de Deus, escolheu um coxo (manjedoura) para seu primeiro trono no meio de nós! Confira: Continuar a ler

Propósitos para 2014

altSinceramente, fico um pouco desanimada quanto leio textos, reflexões ou ouço discursos sobre as mudanças propostas para o novo ano que se inicia. Perder peso, entrar na academia, começar a namorar, largar aquele vício… Sai ano, entra ano, e as promessas se desfazem como as ondas do mar. Você já conseguiu cumprir algum desses propósitos que fez no Reveillon? Parece que o ser humano tem a necessidade de marcar etapas, segmentar a própria história, ter a oportunidade de um recomeço declarado. Mas, cada vez que promete e não dá seguimento, surge frustração e desânimo, e a esperança de mudar fica abalada. Quando atendo pessoas que estão lutando contra vícios, um dos trabalhos mais difíceis é recuperar a esperança da família. Depois de tantas promessas e tentativas não aproveitadas, é difícil acreditar que dessa vez pode realmente dar certo.

E porque somos assim? Porque fazemos propósitos e não conseguimos cumprir? Porque sonhamos com uma mudança mais rápida e andamos tão lentamente? Todos nós temos motivos para sermos como somos no hoje. Nossas histórias, nossos dons, nossa personalidade, nossos traumas, as curas que já permitimos Deus fazer em nós… Tudo isso nos construiu (pelo bem ou pelo mal) para sermos o que somos, para chegarmos onde estamos. Continuar a ler

10 CONSELHOS DO PAPA FRANCISCO AOS JOVENS

Garimpamos, nos discursos do Papa Francisco, desde o início de seu pontificado, dicas importantes para viver bem a juventude em nossos dias, assim como os desafios reservados para a nossa geração na construção de um mundo mais justo, fraterno e solidário. Os temas não possuem importância hierárquica, trata-se apenas de tópicos que nos ajudam a entender melhor a mensagem de nosso querido pastor aos jovens de todo o mundo.

1) Ter um coração jovem sempre: “Vós tendes uma parte importante na festa da fé! Vós nos trazeis a alegria da fé e nos dizeis que devemos vivê-la com um coração jovem sempre: um coração jovem, mesmo aos setenta, oitenta anos! Coração jovem! Com Cristo o coração não envelhece nunca!” (Homilia de Domingo de Ramos 24/03/2013 – Dia da Juventude) Continuar a ler

Mensagem de Natal a toda RCC do Brasil

“O povo que andava nas trevas viu uma grande luz; sobre aqueles que habitavam uma região tenebrosa resplandeceu uma luz. Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado; a soberania repousa sobre seus ombros, e ele se chama: Conselheiro Admirável, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz.” (Isaías 9, 1.5)  Continuar a ler

Beata Elena Guerra, intercessora da Renovação Carismática Católica do Brasil, também poderia ser canonizada em 2014

foto: Renovação Carismática Católica (RCC) Brasil

Em um anúncio feito pouco depois da possível canonização do Beato José de Anchieta em 2014, o portal A12, do Santuário Nacional de Aparecida, afirma que  o vice-postulador do processo de canonização da beata Elena Guerra, padre Eduardo Braga e Silva, viajou a Roma esta semana para entregar os documentos que permitirão a abertura da segunda fase de investigação do milagre atribuído à Apóstola do Espirito Santo que poderia elevá-la aos altares como santa ainda em 2014, ano do centenário de sua morte. Continuar a ler